Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Inocênte de Quê?

"É relativamente fácil suportar a injustiça. O mais difícil é suportar a Justiça" - Henry Menchen

"É relativamente fácil suportar a injustiça. O mais difícil é suportar a Justiça" - Henry Menchen

Inocênte de Quê?

30
Ago18

4 - Pontos nos "is" - O modelo judicial

António Dias

 

Cristo.jpg

 

4

Na Palestina, há dois mil anos atrás um homem inocente foi condenado à morte por uma multidão de pessoas fanatizadas. Foi preso, interrogado, torturado, humilhado e julgado diante duma turba de justiceiros que ululava pela sua condenação. Tudo se processou segundo um modelo que foi usado durante séculos, e que muitos tribunais ainda usam. Em Portugal a defesa tem que defender o arguido do Ministério Público e do Juiz. Em tribunal o que se faz é a justiça do juiz, porque sempre que ele quer condenar arranja maneira de o fazer. 

28
Ago18

3 - Pontos nos "is" - O Correto e o Justo

António Dias

 

Requinte.jpg

 

3

Dois juízes encontram-se no estacionamento de um motel e, constrangidos, reparam que cada um está com a mulher do outro. Após alguns instantes de silêncio, mas mantendo a compostura própria dos magistrados, em tom solene e respeitoso, um diz ao outro:

- Nobre colega, inobstante este fortuito imprevisível, sugiro que desconsideremos o ocorrido, crendo eu que o correto seria que a minha mulher venha comigo, no meu carro, e a sua mulher volte com Vossa Excelência, no seu.

Ao que o outro respondeu:

- Concordo plenamente, nobre colega, que isso seria correto, sim, no entanto não seria justo, levando-se em consideração que vocês estão saindo e nós estamos entrando.

25
Ago18

2 - Pontos nos "is" - O juíz mudo

António Dias

Juiz.jpg

 

2

“Alguns juízes são absolutamente incorruptíveis. Ninguém consegue induzi-los a fazer justiça”

Bertolt Brecht

 

Clarence Thomas é juiz do Supremo Tribunal dos EUA, e é conhecido por não questionar os advogados durante as audiências, porque para ele interromper os advogados não ajuda na apresentação dos casos, e aprende melhor apenas ouvindo. Esteve sempre calado nos últimos dez anos!

23
Ago18

1 - Pontos nos "is" - Larápio

António Dias

                                                                                    Justiça 1.jpg

1 

 

“A justiça não existe, seja dentro ou fora do tribunal”

Clarence Darrow

 

Lucius Antonius Rufus Appius era o nome de um pretor (juiz) romano corrupto que, em vez de julgar de um modo isento, preferia vender sentenças a quem pagasse mais. Como costumava assinar as sentenças como L.A.R. Apius, o povo começou a usar a palavra «Larapius» como sinónimo de pessoa desonesta, ladra ou gatuna.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub